domingo, 5 de janeiro de 2014

Dicas para arrumar e organizar o quarto!

Não há altura melhor como a presente para metermos mãos à obra e destralhar a nossa vida. E o início do ano pede uma mudançazinha! Eu aproveitei que os meus pais foram de fim-de-semana, a minha irmã saiu com o namorado e o meu namorado foi trabalhar para dar uma volta - daquelas! - ao meu quarto. Só eu é o meu cão, com música aos altos berros e aí fui eu logo de manhã. Por isso aqui vos deixo as minhas dicas e conclusões...

1. Tirar tudo para fora.
Parece estúpido, mas para mim a única maneira de arrumar as coisas como deve ser é desarruma-las ainda mais. É preciso tempo e paciência. Mas façam tudo por fazes, se tirarem tudo de uma vez dão em loucas antes de chegarem ao fim! Comecem pelo que está debaixo da cama, pela mesa de cabeceira, pelas cómodas e por fim os roupeiros...

2. Ter força de vontade.
Eu sei o que vos digo, ao fim de 6h de volta das minhas tralhas e com uma dor nas costas daquelas só me apetecia mandar tudo ao ar e enfiar-me na cama. Por isso façam com tempo e espírito de sacrifício para levar a tarefa até ao fim.

3. Activar a capacidade de decisão.
Não é fácil decidir o que guardar e o que deitar gora, principalmente se tivermos afecto às coisas. Se ajudar tenham alguém a quem perguntar por perto. 

4. Arranjar arrumação extra.
Não estou a falar de arranjarem mobílias novas, mas umas caixas para guardarem as coisas menos importantes debaixo da cama. De arranjar arrumação de apoio. Eu por exemplo antes do fim de ano fui ao Ikea e comprei uma estante para malas e livros, as malas estavam numa caixa debaixo da cama e os livros em pilhas num canto do quarto, e um móvel para guardar sapatos... Ficou tudo com muito melhor aspecto.

5. Deixar à mão aquilo que usam com maior frequência.
Deixei nas gavetas as blusas que mais uso por cima, na cómoda deixei os meus relógios preferidos e organizei as bijuterias por ordem de preferência. Na mesinha de cabeceira as gavetas ficaram só com aquilo que posso precisar para dormir e as malas por cores, umas vez que só fiquei com as que uso.

6. Guardar só o essencial.
Depois de escolher, guardar só o que usamos, gostamos e nos fica bem. Não nos vale de nada perder espaço para algo que não nos assenta na perfeição.

7. Selecionar o que vai para o lixo e o que se pode dar.
Felizmente tive uma capacidade de escolha excelente, saíram 5 sacos de coisas para o lixo, um saco gigante de roupa para dar e outro mais pequeno de acessórios que já não gosto de me ver, mas acho que ainda podem fazer alguém feliz, bem como 9 malas que já não usava desde o inverno passado.

8. Lavar e arranjar as peças de roupa que precisam de um toquezinho.
Passei umas horinhas a cozer botões a pijamas (não tinham um único com os botões todos), a fazer bainhas a calças que não usava por me estarem comprimdas e ainda não me ter dado ao trabalho de as fazer e tirar borbotos a camisolas de lã e malha com mais uso. Pôr para lavar a roupa da cama, tapetes e outras peças que possam precisar de lavagem.

9. Limpar, aspirar e lavar.
Quase, quase no fim... Só falta limpar o pó a todos os móveis, aspirar o chão (depois gosto de passar umas toalhitas nos móveis só para ficarem mesmo límpidos) e lavar o chão com água quente, detergente é lixívia.

10. Dar os toque finais.
Fazer a cama de lavado, pôr um tapete limpo e acender uma vela ou incenso só para dar um ambiente mais acolhedor. E é só desfrutar de um quarto limpo e arrumado.

Só para terem uma noção, meti-me nesta aventura às 11h e só consegui acabar às 20h38. Estava tão compenetrada na minha tarefa que nem me lembrei de comer... Resultado? Acabei esgalgada!!
Não parei um minuto... E acabei num quarto com um look mais clean e 3 gavetas livres. E um sentimento de missão cumprida!!

Agora não me venham dizer que o vosso quarto está arrumado, porque o meu sempre esteve, mas no fundo havia muita coisa a mais...

Sem comentários:

Enviar um comentário